I Encontro Interdisciplinar das Comissões da ABA – Associação Brasileira de Advogados no Rio Grande do Sul

Diversas comissões da Associação Brasileira de Advogados (ABA), reuniram-se na data de hoje, para debater e buscar formas de combater o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. O encontro ocorreu na sede da ABA em Porto Alegre e, depois dos trabalhos, os dirigentes das referidas comissões participaram de jantar de confraternização num dos conhecidos restaurantes da cidade.

Participaram da reunião os advogados Tainá Vidal, Diretora da ABA em Porto Alegre; Ana Roberta Cavalcanti, Diretora da ABA em Canoas, Bruno Soper, Diretor de Mídias Digitais; Stephane Friedrich Montano, vice-presidente da Comissão de Direito Penal; Gabriela Morais, presidente da Comissão de Execução Criminal; Ellen Martins, Presidente da Comissão dos Direitos da Mulher; Juliana Noronha, Diretora de Eventos, entre outros.
A Associação Brasileira de Advogados é uma entidade de classe de âmbito nacional, sem fins lucrativos, fundada em 11 de agosto de 2002, com sede no bairro de Águas Claras, Brasília, Distrito Federal, parceira da OAB desde sua criação e tem os seguintes objetivos:
I – a integração dos advogados associados, no Brasil e do exterior, visando a consolidação das boas relações, cooperação e amizades entre os membros da entidade.
II – o desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades profissionais entre os associados e de servir à comunidade em geral, através de projetos sociais;
III – difundir os princípios éticos da advocacia;
IV – promover a capacitação profissional dos seus associados, através de cursos, palestras, congressos entre outros;
V – promover projetos sociais;
VI – pugnar pela boa aplicação das leis e pela rápida administração da justiça;
VII – defender as Constituições Federal, Estaduais e a Lei Orgânica do Distrito Federal e dos Municípios brasileiros;
VIII – defender os direitos humanos;
IX – celebrar convênios, acordo, contratos e parcerias com instituições de ensino públicas e privadas, com o objetivo de incrementar a cultura jurídica, das letras e da cultura em geral dos operadores do Direito;
X – oferecer as associados serviços que facilitem o seu dia a dia, no campo pessoal e no profissional;
XI – impetrar, em favor dos seus associais, medidas judiciais visando proteger seus interesses, inclusive ações constitucionais junto ao STF e demais Tribunais do país, como, por exemplo ação direta de inconstitucionalidade como autorizada pela Constituição Federal.
XlI) impetrar, em favor de seus associados, medidas judiciais visando proteger seus interesses;
XIII) proteger o meio ambiente, o consumidor, à ordem econômica, à livre concorrência e o patrimônio artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico;
XIV) prestar outros serviços, de interesse dos associados.
COMPARTILHAR